Ato discricionário

Ato administrativo que faculta à autoridade o direito de ação, dentro de seu entendimento, desde que não haja dispositivo expresso ou proibição legal concernente à matéria.